Torneio estimula estudo da língua portuguesa

05/07/2013

Copa das Letras, projeto criado pelo Bairro Educador, busca enriquecer vocabulário de estudantes.

‘Oposição’ foi a última palavra, que o estudante Gustavo Dantas, de 10 anos, da Escola Municipal IV Centenário, localizada no Complexo da Maré, soletrou, vencendo a final da ‘Copa das Letras’, na terça feira, 02, na Arena Carioca Dicró, na Penha, Rio de Janeiro. “Copa das Letras” é um projeto elaborado pelo Bairro Educador que consiste em um jogo de perguntas e soletração, que tem como objetivo trabalhar o vocabulário, novas regras ortográficas, significado das palavras, separação silábica e outros conteúdos pedagógicos.

Sucesso na televisão, o Soletrando, bloco do programa ‘Caldeirão do Huck’, da Rede Globo, através do projeto Copa das Letras, ganhou destaque nas salas de aula e corredores das oito escolas que integram os Bairros Educadores, Maré, Manguinhos e Complexo do Alemão, pois, de acordo com algumas professoras, a todo momento eles treinavam em grupo, durante os intervalos como soletrar as novas palavras aprendidas durante as aulas.

Segundo a professora da Escola Municipal IV Centenário, Monique Manso, com o projeto Copa das Letras, 90% dos estudantes  que não tinham o costume de pesquisar o significado e a forma escrita das palavras mudaram seus hábitos e passaram a utilizar mais os dicionários como ferramenta fundamental na rotina escolar.

"Hoje é muito difícil estimular um aluno a pesquisar, ainda mais no dicionário. Mas o projeto Copa das Letras nos auxiliou bastante com relação a isso. Este tipo de iniciativa é importante porque os alunos melhoram o vocabulário, aumentando o interesse pelos estudos. O BE trouxe materiais com conteúdos pedagógicos muito bons”, concluiu Monique.

Os professores, com o auxílio do Bairro Educador, se dedicaram ao projeto “Copa das Letras” durante dois meses, trabalhando conteúdos de matemática, português e ciências dados no  primeiro semestre do ano letivo.

“Neste jogo todos os alunos sairão campeões, pois o maior objetivo do projeto Copa das Letras é valorizar o saber”, disse a diretora do CIEP Ministro Gustavo Capanema, Carmem Lúcia Ferreira, ao parabenizar os 38 estudantes finalistas do torneio.

O coral composto pelos estudantes da Escola Municipal Professor Paulo Freire fez uma apresentação, homenageando o centenário de Vinícius de Moraes cantando alguns clássicos da coletânia infantil “A Arca de Noé” , do poeta e compositor brasileiro, como “A foca” e “A Casa”.

Exibindo a nova bicicleta, recebida como prêmio da disputa, Gustavo Dantas ressaltou que para chegar ao 1º lugar foi preciso dedicar algumas horas dos fins de semana para se preparar e saber soletrar corretamente cada palavra. “Aprendi novas palavras e a separar as sílabas. Agora sei em quais palavras usar ss, s e ç. Minha família também me apoiou muito, pois eu passava os finais de semana estudando e agora eles irão se orgulhar mais ainda de mim”, disse.

A empresa Abramundo, parceira do Bairro Educador, doou alguns prêmios como jogos e um kit do Pequeno Príncipe para os estudantes finalistas, além de uma câmera fotográfica profissional para a Escola Municipal IV Centenário, representada pelo estudante vencedor da Copa das Letras. 

Autor: Ana Paula Santana