Projeto Pessoas e Negócios chega a 100 mil refeições distribuídas no Brasil

09/09/2020

Com o apoio de diversos parceiros o projeto impactou mais de 2 mil pessoas.

Nesta quarta-feira (dia 9/9), o projeto Pessoas e Negócios Saudáveis alcança a marca de 100 mil refeições distribuídas gratuitamente para população de nove territórios brasileiros nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Ceará.  A iniciativa do Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável - CIEDS - reuniu Instituto Unibanco, Instituto Neoenergia, Shell Brasil e Instituto C&A em uma rede que apostou na união para o aumento do impacto positivo.
 
Pessoas e Negócios Saudáveis tem três pilares fundamentais: ao mesmo tempo que garante alimentação diária para pessoas em alta vulnerabilidade, apoia localmente organizações de base comunitária e fortalece os micro e pequenos empreendedores da área de alimentação que tiveram seus negócios afetados pela pandemia do coronavírus.

Parte da campanha institucional #RedeConfiançaNoFuturo, o projeto foi criado ainda em março, logo no início da pandemia. “Com a alta no desemprego e a falta de oportunidades entre a população mais vulnerável, percebemos a necessidade de garantir alimento de qualidade a pessoas em situação de risco e também a sustentabilidade de organizações de base comunitária e de empreendedores locais da área alimentícia.” Diz Vandré Brilhante, Diretor-Presidente do CIEDS.

Foi assim, então, que Pessoas e Negócios Saudáveis aconteceu. A ação foi coordenada por 11 organizações territoriais, que receberam um auxílio financeiro e foram responsáveis pela distribuição dos alimentos nos territórios e pela identificação das famílias beneficiadas e dos empreendedores apoiados. Todas as 100 mil refeições foram preparadas por estes micro e pequenos empreendedores locais, que além do pagamento das refeições receberam mentoria em temáticas como modelagem de negócios e gestão financeira,  visando apoiar na recuperação de seus negócios. Com isso, não só a população teve acesso a alimentos de qualidade, como também as organizações e negócios locais foram fortalecidos.

O projeto segue firme na Favela da Maré, Morro da Providência, Coqueiro e São Gonçalo, no RJ; Francisco Morato, Franco da Rocha e Caieiras, em SP, com apoio do Instituto C&A, da Shell e do Instituto Neoenergia. Em julho, aconteceu o encerramento dos núcleos de Vila Kennedy, no Rio de Janeiro, e de Pacajus, no Ceará, ambos com apoio do Instituto Unibanco. Apenas nestes dois territórios, foram 54 mil refeições distribuídas  aos moradores pelo Pessoas e Negócios Saudáveis.

“As 100 mil refeições não são só número, representa muito para o Brasil e para as famílias nesse momento de pandemia. Essa conquista em rede nos traz uma satisfação muito grande e nos faz continuar acreditando que nós brasileiros temos força para construir um país melhor. Agradeço aos parceiros e vamos celebrar as 100 mil refeições e também uma retomada saudável e de sucesso para o Brasil e para essas milhares de famílias.” complementa Vandré.

Confira o vídeo criado com a colaboração dos parceiros:

 

 

Texto por: Bruna Santamarina e Marina Rotenberg

Últimas notícias

  • Monitora cultural cria projeto para apoiar escritores independentes

    "Lugar de Escrita" é um espaço de lançamento de livros e conexão de autores

    Leia Mais
  • Carla conta como o Pintar o Bem foi essencial para complementar sua renda

    Grafiteira e moradora de Bangu, sua história com o CIEDS é de longa data.

    Leia Mais
  • Estudantes do Complexo do Alemão criam marca de cosméticos naturais

    Kurandé foi ideia de Felipe e Claudio, moradores da comunidade

    Leia Mais