Inovação educativa para inspirar novos caminhos

09/12/2019

Assessor do NTE de Goiânia (GO) acredita que diante do sucesso do projeto Aula Digital, na próxima edição, será possível expandir para mais escolas da capital

Mesmo com a alta demanda e falta de recursos para o desenvolvimento de projetos dentro das escolas da rede de ensino público de Goiânia (GO), Thiago Gonçalves Linhares acredita que o sucesso do Aula Digital, projeto que visa estimular a inovação educativa por meio da tecnologia e de novas metodologias de ensino e aprendizagem, foi o “boca a boca” entre profissionais da rede de ensino público, que resultou na expansão do projeto para a próxima edição, em 2020. 

Em seu primeiro ano na capital goiana, o Aula Digital atende 100 escolas de ensino fundamental em uma articulação que envolve educadores, diretores e coordenadores pedagógicos e gestores da Secretaria de Educação da cidade. O projeto teve início com mapeamento de parceiros locais, seguido de uma etapa de formação e sensibilização com profissionais e depois o desenvolvimento de um plano de ação que é acompanhado pela rede de ensino, fase em que foram criadas salas virtuais na ferramenta digital Trello, onde todas as disciplinas ficam disponíveis virtualmente, acessível nos celulares dos alunos, promovendo uma “sala de aula invertida”. 

Todos os participantes falaram muito bem e como as escolas estão inseridas em uma rede que se comunica entre si, as que ainda não são atendidas pelo projeto pediram pra entrar”, conta Thiago. Ele deixou as salas de aula para atuar como assessor do Núcleo de Tecnologia em Educação (NTE), responsável por conhecer as escolas e ambiente informatizado e por prestar assessoria, desde a parte técnica, consertando máquinas e implementando recursos, até formativa, com cursos e oficinas com uso de ferramentas para auxiliar educadores e técnicos a utilizarem a tecnologia para potencializar sua prática pedagógica.

As escolas também recebem um “kit tecnológico”, uma maleta móvel, com um laptop com roteador para uso do professor, um tablet e um roteador, símbolos da formação para estimular educadores e educandos a experimentar a tecnologia. 

Thiago acredita que a maioria dos educadores estão muito interessados em conhecer e entender como novas tecnologias podem contribuir no processo de aprendizagem e os alunos estão totalmente imersos no mundo digital. “O uso da tecnologia é um caminho muito mais rápido porque nossos alunos já nasceram com ela na mão”.

Inovação educativa para inspirar novos caminhos 

A educação inovativa já é abordada dentro das escolas da rede de ensino há tempos. “Nós, professores, sempre pensamos em formas diferentes de engajar nossos alunos nas aulas e o uso da tecnologia é um caminho rápido porque hoje eles estão totalmente imersos nela”. 

No entanto, Thiago ressalta que para ampliar a discussão de inovação educativa foi importante entender as especificidades locais pois os públicos atendidos pelo projeto são completamente heterogêneos, mesmo dentro da mesma cidade. “Algumas escolas têm ambiente informatizado funcionando, outras têm um ambiente bem pequeno e algumas não têm estrutura, mas estão dentro do projeto porque ele é pra todo mundo”. Além disso, são alunos e educadores com perfis muito diversos também, alguns mais resistentes. 

Thiago conta que no processo de implementação do Aula Digital, principalmente nas formações em que são convidados a expandir suas possibilidades pedagógicas, os educadores estão “quebrando o gelo aos poucos e perdendo a resistência”. Para ele, a fala de quem já chega animado para participar das formações é muito importante porque são eles que “estão com a mão na massa” e essa animação contagia os receosos. 

Eu não sei se sou muito sortudo, mas todos os professores com que eu trabalho nos assessoramentos são extremamente competentes e atua em escolas com cenários completamente variados.” Após as formações, os profissionais são acompanhados para a implementação de um plano de ação em que as ideias são debatidas e adaptadas para a realidade local. “O pessoal realmente entrou de cabeça, tão fazendo, colocando a mão na massa, e isso é demais”. 

O CIEDS é o responsável por capacitar e assessorar profissionais como o Thiago nas formações e no desenvolvimento e acompanhamento dos planos de ação das escolas do projeto, desenvolvido com o apoio da Fundação Telefônica Vivo e da Fundación Bancaria La Caixa. A gestão compartilhada do projeto envolve a Secretaria de Educação, da Gerência de Formação (GERFOR) e Gerência de Tecnologia e Educação (GERTEC), sendo esta representada pelo Núcleo de Tecnologia (NTE). 

Para Thiago, essa parceria “facilita muito a vida”. “Sem eles o projeto ia andar com uma dificuldade muito grande. Os assessores pedagógicos são extremamente acessíveis, a gente precisa de algo e eles tentam atender nossos pedidos sempre muito prontamente, então é muito bom contar com uma parceria tão bacana como a que temos com o CIEDS”. 

Presente em 33 países do mundo, o projeto chegou à Goiânia para incentivar o uso de recursos e metodologias inovadoras de ensino e aprendizagem e começou com um mapeamento de atores locais estratégicos e mobilização para a inscrição das formações. No evento de lançamento do Aula Digital na cidade, Thiago afirma que “professores, diretores, coordenadores, profissionais da Secretaria de Educação, todos os presente ficaram encantados com o projeto”. 

Autor: Dayse Porto