Consciência Negra é celebrada com programação especial na Ilha do Governador

29/11/2019

Unidade de Reinserção Social promoveu atividades ligadas à cultura negra no Brasil e resgate de tradições africanas

Para marcar o mês da Consciência Negra, a Unidade de Reinserção Social (URS) Ilha do Governador fez uma comemoração que reuniu profissionais do CIEDS, servidores da Prefeitura do Rio de Janeiro e acolhidos. A unidade ofereceu diversas atrações, como rodas de capoeira, de samba, aula de dança charme, barraca de tranças afro, workshops de turbantes, entre outras. 

A assistente social da URS Ilha, Lais Castro, afirma que a atividade é muito importante para os acolhidos, pois eles ainda são pessoas com pouca visibilidade social. “Se você reparar, a maioria da população em situação de rua é de negros. Isso é fruto de uma dívida histórica que vem desde o fim da escravidão e também do racismo, ainda que seja um pouco mais velado hoje em dia. Nossa festa serve para refletir sobre isso, levando em conta os erros e avanços do passado, os problemas do presente e as possíveis soluções no futuro, sempre valorizando personagens negros importantes na História”.

Desde o início da manhã, um DJ ficou encarregado por animar o ambiente, tocando músicas de diferentes estilos como soul, samba, hip-hop, entre outros. As rodas de capoeira dos grupos Senzala e Malta representaram bem a tradição cultural que mistura arte-marcial, dança e música. As mulheres faziam fila para terem seus cabelos penteados pelas trancistas, enquanto outras se dirigiam ao workshop de turbantes. 

O almoço não poderia ser outro: uma deliciosa feijoada. A principal atração ficou por conta dos próprios usuários da unidade, que, após o almoço, realizaram manifestações teatrais, representando artistas e outras figuras históricas, como Zumbi dos Palmares, Dandara, Xica da Silva, Abdias do Nascimento e Elza Soares. Uma roda de samba deu conta de continuar a animação musical. Depois de um dia inteiro repleto de atividades, a comemoração foi encerrada com a aula de dança charme.

O feriado da Consciência Negra é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira e as suas lutas, aborda sobre racismo, discriminação e igualdade social. Também é voltado à valorização da cultura afro-brasileira. A data, comemorada em 20 de novembro, foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, um dos mais importantes líderes do Quilombo dos Palmares, o maior do período colonial. Ele foi uma das figuras mais importantes na luta pela libertação dos negros contra o sistema escravista. 

A URS Ilha do Governador acolhe adultos e idosos em situação de rua, com vínculos familiares rompidos ou fragilizados e em vulnerabilidade social, a fim de garantir-lhes proteção integral até que possam se restabelecer para traçar novos caminhos de vida. Unidades de Reinserção Social são um equipamento da Prefeitura do Rio de Janeiro em gestão compartilhada com o CIEDS.

Autor: Karina Rivera