Bairro Educador promove intercâmbio cultural

26/04/2013

Projeto trabalha diversidade cultural por meio de visita de turistas franceses às escolas.

O projeto Bairro Educador, com o objetivo de estimular nos estudantes a diversidade cultural por meio do aprendizado básico de línguas estrangeiras, articulou na quarta feira, 24, a visita de 25 estudantes da Escola Pública Liceu Paul Elward, situada na periferia de Saint Denis, no norte de Paris, às Escolas Municipais Professor Mourão Filho e José Aparecido do Prado Sarti, ambas localizadas na comunidade do Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro.

Os estudantes franceses, acompanhados dos gestores do Bairro Educador e seus professores, conheceram as instalações das unidades escolares e se inteiraram sobre o trabalho pedagógico realizado pelo projeto nas instituições de ensino que integram o Programa Escolas do Amanhã. O grupo veio para o Brasil em através do projeto “Brasil, país emergente e territórios pioneiros", criado pelo professor de história e geografia Jean Piérre Auriéres, que tem como objetivo conhecer a realidade social do país.

Ao visitar as salas de aula, eles ensinaram os estudantes a pronunciar os próprios nomes em francês e falar algumas palavras do dia a dia, como “bom dia”, “obrigada”, “boa tarde, além de comentarem sobre algumas influências da cultura francesa no Brasil.

Para o professor de inglês da Escola Municipal Professor Mourão Filho, Leandro Alves, a visita de pessoas de diferentes países à escola estimula o interesse dos alunos em aprender outros idiomas.

“Muitos alunos não têm a dimensão da existência de outros países. Ao aprender outros idiomas eles ampliam a visão com relação ao mundo”, ressaltou Leandro.

Os alunos franceses citaram para os estudantes alguns monumentos e pontos turísticos franceses mais conhecidos e ressaltaram a proximidade cultural entre França e Brasil, presente nas músicas, danças e principalmente no futebol.

A viagem ao Brasil foi financiada por empresas privadas francesas com o objetivo de ampliar o capital cultural dos estudantes, promovendo a troca de experiências entre povos de diferentes nacionalidades.

“A partir da proximidade de eventos esportivos como Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas, todos sediados no Brasil, a visita permite que os alunos conheçam outras culturas, por meio da escola”, destacou Joelle Pâris, professora de língua portuguesa e teatro da Escola Liceu Paul Elward.

O estudante Alexandro dos Santos, de 10 anos, da Escola Municipal Prof. Mourão Filho, comentou que sonha em visitar a França futuramente:

“Quero aprender francês e inglês, pois quando crescer quero viajar e conhecer muitos países”, disse Alexandro.

A partir de 2010 foi implantada a obrigatoriedade do ensino de idiomas estrangeiros para estudantes do 1º segmento das escolas da rede pública de ensino do Brasil. De acordo com Danielle Ribeiro, diretora adjunta da Escola Municipal José Aparecido do Prado Sarti, o fato de a escola francesa ser também situada em uma área conflagrada aproximou os estudantes parisienses da realidade dos estudantes da comunidade do Alemão.

“Essa atividade tem um enriquecimento cultural, possibilitando a expansão do conhecimento dos estudantes sobre uma outra cultura”, concluiu a diretora adjunta.

Autor: Ana Paula Santana