Vamos pensar soluções para o Rio de Janeiro?

05/07/2019

Juventude Empreendedora promove integração entre jovens participantes no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro

Como reunir jovens de diferentes localidades da Região Metropolitana do Rio de Janeiro para pensarem soluções que possam beneficiar as grandes cidades brasileiras?

Uma das formas é através do Encontro Integrado do projeto Juventude Empreendedora, que, neste ano, aconteceu no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB), no dia 15 de junho, em parceria com o SEBRAE. O CRAB é um polo de desenvolvimento criativo e comercial para o Rio de Janeiro.

“Eu não tinha certeza se o meu projeto tem impacto social, mas depois desse encontro eu pude ter a certeza que sim”, disse Jaqueline Gomes, do polo de Nova Iguaçu. “Conheci um empreendedor que o negócio dele não tem nada a ver com o meu, mas ele me deu ótimas dicas.”

Foram 50 empreendedores presentes que assistiram a uma palestra sobre Negócios de Impacto Social e, juntos, debateram e buscaram soluções para problemas complexos que acometem o estado, como poluição e mobilidade urbana. Essa é uma forma de integrar os jovens que estão em diferentes polos do projeto, incentivando a criação de networking e parcerias.

“O Encontro Integrado surgiu do anseio dos próprios jovens de ter um momento de troca entre todos os empreendedores. É um espaço de conhecimento, integração, relacionamento e acima de tudo, aprendizado. Este ano, contamos com a parceria do SEBRAE para realização dessa atividade, somando esforços na construção de ações que fortaleçam o cenário empreendedor”, contou Ricardo Saad, Coordenador de Projetos Sociais do CIEDS.

O Juventude Empreendedora permite aos jovens desenvolver uma visão ampla do empreendedorismo e identificar oportunidades empreendedoras como ferramenta de transformação social, gerando mudanças em seus territórios. Dessa forma, aumenta a confiança no futuro e fomenta soluções para a geração de renda.

O projeto é uma iniciativa do CIEDS em parceria com o Itaú Social, está em seu terceiro ano de execução e presente em quatro polos: Duque de Caxias, Centro, Méier e Nova Iguaçu.

Autor: Gabriela Buenos Ayres