Rede “Jovens de Responsa” se reúne no Rio de Janeiro

04/09/2013

CIEDS, AMBEV e ONGs parceiras debatem estratégias de inovação nas plataformas de comunicação do programa.

Prevenir o uso de álcool por menores de 18 anos é o objetivo do Jovens de Responsa, programa da AMBEV que conta com a parceria de ONGs de todo o Brasil, inclusive do CIEDS.  Na quinta feira, 29, representantes das ONGS cariocas que fazem parte da rede “Jovens de Responsa” se reuniram para trocar experiências e pensar em estratégias para os instrumentos de comunicação do Programa.

Jovens de Responsa é um programa da AMBEV que visa inibir o consumo de álcool por jovens menores de 18 anos de comunidades de baixa renda, por meio de intervenções ligadas a cultura, esporte, educomunicação, dança, saúde e ensino profissionalizante. O programa conta com uma rede de 18 ONGs de Responsa por todo o Brasil, que desenvolvem atividades específicas de inclusão social, cultural ou esportiva, de acordo com a realidade local.

O workshop foi um momento para troca de experiências e abordou os diferentes canais de comunicação do ‘Jovens de Responsa’: facebook, twitter, youtube, eventos e a revista “Na Responsa.”

Amanda Rahra, diretora da Agência Escola de Conteúdo Énois, explicou como é feito o trabalho dos jovens na revista “Na Responsa”. O periódico conta com matérias produzidas pelos mesmos, que são remunerados pelo trabalho. Além disso, eles participam de oficinas de capacitação para aperfeiçoarem a escrita, seguindo as normas do jornalismo. 

Além da conscientização sobre o consumo consciente de bebida alcoólica “Na Responsa” também valoriza outros conteúdos interessantes do universo jovem, inovando com uso de imagens descontraídas que se associam aos assuntos tratados em cada matéria.

“Na revista ‘Na Responsa’ o jovem fala para o jovem, então ele se sente à vontade. É bom o jovem saber que ele pode ser um produtor de conteúdo e, mais, que pode ganhar uma remuneração por isso.” Disse Amanda.

A partir do dia 21 de setembro, o programa irá criar um perfil no Instagram, para criar maior vínculo com o público jovem, que hoje utilizam com maior frequência as hastags e exploram a comunicação visual com fotos e vídeos.

Fátima Viscarra, gestora do programa “Jovens de Responsa”, falou sobre a importância da troca de experiência entre a rede de ONGs e elogiou a parceria com o CIEDS. “É importante criármos vínculos com esses grupos de ONGs para discutirmos os benefícios da plataforma de comunicação do programa. O CIEDS é um parceiro bastante estratégico e estamos felizes com a parceria, pois é uma organização sólida que só tem a acrescentar”, completou.

Desde a sua criação, em 2010, o programa conta com 20 organizações parceiras e já impactou 7.311 jovens, 50.244 pessoas nos eventos e mais de 3.703.442 pessoas impactadas indiretamente pelas ações de comunicação.

Autor: Ana Paula Santana