Dia da Cidadania mobiliza mais de 100 voluntários

25/07/2014

Evento realiza mais de 1.000 atendimentos em dia de ação voluntária em comunidade do Rio.

A sexta edição do “Dia da Cidadania SulAmérica”, realizado no sábado, 19, no Rio, além de fornecer serviços e atividades gratuitas aos moradores do Complexo do São Carlos marcou o lançamento do projeto Craque do Amanhã na comunidade.

O “Dia da Cidadania SulAmérica” contou com corte de cabelo, exame de glicose, medição de pressão, distribuição de kits e orientações sobre saúde bucal, encaminhamento para o mercado de trabalho, oficina de inglês, atividades recreativas para as crianças e apresentações circense e de capoeira. O “Dia da Cidadania SulAmérica” mobilizou este ano mais de 100 voluntários no Rio de Janeiro. A iniciativa acontecerá em São Paulo, no próximo dia  30 de agosto, em parceria com o Instituto Dom Bosco.

Fascinado pela língua inglesa, o estudante Maicon Douglas Ramos, de 12 anos, participou ativamente da oficina de inglês oferecida pelos voluntários da SulAmérica. “Aprendi muitas palavras em inglês. Senti até vontade de fazer um curso”, comentou Maicon.

No mesmo evento, foi lançado o projeto Craque do Amanhã que já atua há dois anos no município de São Gonçalo chega ao São Carlos para atender 200 crianças e adolescentes, utilizando o futebol como fio condutor para o desenvolvimento integral – físico, psicológico e social.

Maicon também conta que tem interesse em participar do projeto Craque do Amanhã. “Vou fazer a inscrição, pois sempre gostei muito de jogar futebol, mas nunca soube muito bem as regras”, disse

Adriana Boscov, superintendente de Sustentabilidade Empresarial da SulAmérica, diz que o projeto tem uma importância única no desenvolvimento dos jovens ao incentivar a prática de esporte na comunidade. “Acreditamos que o projeto terá um grande número de inscritos, principalmente pela conexão que a cidade do Rio de Janeiro tem com grandes eventos esportivos, após a Copa do Mundo e com as Olimpíadas chegando em 2016. Ao utilizar o esporte para trabalhar valores como comportamento, respeito e educação, essas crianças e jovens terão uma perspectiva de futuro melhor.”, afirmou.

Autor: Ana Paula Santana