CIEDS retoma programação de Encontros Formativos em Educação

23/07/2021

Exclusão Escolar foi o tema do primeiro evento

No CIEDS, desde 2019, realizamos encontros formativos mensais como parte do programa de formação continuada de nossos colaboradores da área de Educação. Nessas ocasiões, debatemos os desafios do cenário educacional brasileiro e nos dedicamos ao aprofundamento de estudos, pesquisas e trocas metodológicas, com o objetivo de qualificar nossa atuação junto aos diferentes parceiros e públicos.

Este mês retomamos esta agenda de encontros, que vem desde 2020 ocorrendo em formato virtual, e contamos com a presença de Romualdo Portela de Oliveira, diretor de Pesquisa e Avaliação do CENPEC, para a apresentação da pesquisa "Cenário da Exclusão Escolar no Brasil - Um alerta sobre os impactos da pandemia da COVID-19 na Educação", realizada pelo UNICEF Brasil, com produção editorial do CENPEC Educação. 

“A pandemia contribuiu para que o cenário da educação nacional se tornasse ainda mais desafiador, sobretudo no que se refere às desigualdades de acesso e permanência das e dos estudantes. Vínhamos avançando na garantia desses direitos e a pesquisa evidencia os retrocessos que poderemos enfrentar nos próximos anos. Fizemos a opção de iniciar a programação de 2021 com essa temática porque consideramos fundamental fazer esse debate junto aos públicos atendidos por nossos projetos e, também, orientar nossos planejamentos visando contribuir com o enfrentamento desse desafio.”, afirma Ana Muniz, gerente da área de Educação do CIEDS.

O estudo identifica que, apesar dos progressos feitos nos últimos anos, a pandemia COVID-19 teve um grande impacto na vida de milhões de alunos. 

Em 2019, havia quase 1,1 milhão de crianças e adolescentes em idade escolar obrigatória fora da escola no Brasil. Em novembro de 2020, este número pulou para mais de 5 milhões de meninas e meninos entre 6 e 17 anos, sendo mais de 40% crianças de 6 a 10 anos, faixa etária em que a educação estava praticamente universalizada antes da pandemia. 

A maioria destas pessoas são pretas(os), pardas(o) e indígenas e moradores das regiões Norte e Centro-Oeste. A publicação também identificou que, a cada 10 crianças e adolescentes fora da escola, 6 vivem em famílias com renda per capita de até meio salário mínimo. 

Esta desigualdade pode fazer o Brasil regredir mais de duas décadas no acesso à educação, um número extremamente alarmante e no qual o CIEDS trabalha todos os dias para diminuir.

No encontro também contamos com a participação de Natame Diniz, do Instituto Tomie Ohtake, que apresentou a 5ª edição do Prêmio Territórios. Agora com abrangência nacional, o projeto selecionará as 10 melhores experiências de educação integral nesse período.

Clique aqui para ter acesso à publicação completa.

Se quiser saber mais sobre o Prêmio Territórios, acesse este link.

 

Texto por: Bruna Santamarina e Tatiana Carvalho

Últimas notícias

  • Dia Internacional da Democracia – por um aprofundamento democrático

    Leia o artigo escrito por Fábio Müller, Diretor Executivo do CIEDS

    Leia Mais
  • Aprendizagem e Juventudes: como nosso futuro será desenhado?

    Leia o artigo do diretor-presidente do CIEDS, Vandré Brilhante

    Leia Mais
  • Dia Internacional da Juventude é celebrado no Ocupa CIEDS

    Evento virtual, com jovens de todo o país, contou com cultura e debate

    Leia Mais