CIEDS ganha Selo A do Instituto Doar, após participar do Programa VOA

05/02/2021

Certificação garante aptidão para gerir os investimentos e doações

O CIEDS foi aprovado no processo de auditoria do Selo Doar Critérios 2020-23, com 43 pontos de um total de 52, garantindo-se como uma organização certificada com o Selo A, a mais alta qualificação possível. A premiação veio após a participação com louvor da instituição no Programa Voa da AMBEV, da qual fez parte com a participação e a liderança dos colaboradores Carolina Müller e Rafael Biazão.

“A notícia enche a gente de felicidade e de realização. 2020 foi um ano muito difícil para as instituições e para as pessoas. Foi ótimo poder mergulhar num processo que gosto muito, que é de gestão e resultados, em que os gestores se permitiram esse olhar para a instituição. Foi o coroamento de um trabalho feito com muito carinho, uma recompensa em um ano tão difícil e um reconhecimento real do trabalho realizado, com o apoio dos gestores, que foram se engajando nessa proposta”, conta Carolina.

Com isso, o CIEDS passa a fazer parte de um seleto grupo de organizações brasileiras certificadas de forma independente, que alcançaram o padrão de qualidade definido pelo Instituto Doar e baseados nos principais modelos de certificação internacionais para organizações da sociedade civil.

O Voa é um programa de mentoria e capacitação em gestão para ONGs. Funcionários da AMBEV doam tempo e conhecimento para alavancar o impacto social de organizações que atuam no desenvolvimento, educação e geração de oportunidades para crianças e jovens. O CIEDS, que este ano reforçou sua atuação junto às juventudes, participou do programa, na condição de mentorado.

“Como responsável pela Secretaria Executiva do CBVE (Conselho Brasileiro de Voluntariado Empresarial) vejo como as ações de voluntariado corporativo, por meio de mentorias, estão numa crescente. É uma tendência entre empresas. O CIEDS, enquanto instituição, trabalha no fortalecimento de ações de base comunitária, mas também estamos abertos a fazer parte de mentorias, na posição de mentorados, porque entendemos o quão positivo isso é para a melhoria dos impactos da instituição”, conclui Carolina.

Durante esse processo, a instituição pôde rever uma série de questões que já estavam bem estruturadas, mas puderam ser melhoradas ainda mais, especialmente no que diz respeito ao processo de transparência e captação de recursos, além de pilares de governança e de gestão de pessoas. Foi um grande aprendizado, na visão dos líderes que participaram do programa, para que o CIEDS pudesse se preparar para os desafios do ano de 2021. Ao fim do processo, o reconhecimento: a instituição ganhou pontuação 9,3 no programa.

Texto por: Bruna Santamarina

Últimas notícias

  • Ensaio fotográfico e pesquisa dão visibilidade a catadores de Pacajus

    Iniciativa é do CIEDS do lado do Instituto Malwee e Reino Evangelizar

    Leia Mais
  • Fotografia se torna instrumento de cuidado em residência terapêutica

    Gabriel de Alcântara, cuidador e fotógrafo, levou sua arte aos moradores

    Leia Mais
  • CIEDS promove jornada de desenvolvimento profissional a mulheres

    Instituição tem maioria feminina e vai na contramão das estatísticas

    Leia Mais