Arte educador estimula ações sustentáveis

24/04/2013

Inspirado na sustentabilidade, Bairro Educador realiza oficina de reciclados.

O Bairro Educador Jacaré, em articulação com Deneir Martins e parceria com a Biblioteca Parque de Manguinhos, promoveu no dia 17 de abril, uma oficina sobre reciclados para professores e educadores das unidades escolares integrantes dos Bairros Educador(BE) Caju, Mangueira, Irajá, Engenho da Rainha e Jacaré. A atividade ocorreu na Biblioteca Parque de Manguinhos, no Rio de Janeiro, e foi ministrada para cerca de 40 pessoas.

Deneir Martins começou a criar produtos reciclados após participar do evento ‘’Eco-92’’ (Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento), foi quando observou a necessidade de reutilizar materiais que eram jogados no lixo. Há 6 anos, depois de ter participado do programa Daniel Azulay, Deneir passou a criar robôs, caminhões, carrinhos, bonecos(as), entre outros brinquedos reciclados. Atualmente ministra oficina de brinquedos e a oficina João de barro (trabalho com cerâmica) em uma Escola da rede Municipal.

‘’Não vendo os brinquedos que faço, só vendo os quadros. Geralmente os brinquedos são feitos em oficinas que ministro e as próprias pessoas levam como lembrança. Acho importante esse processo de reciclagem, porque através de muitas coisas podemos criar outras. Em 2005 fui convidado pela Secretaria de Estado da Cultura para representar o Brasil, através das minhas artes, no ano do ‘Brasil na França’ ‘’, ressaltou Deneir.

Vistos como multiplicadores de conhecimento, os professores e educadores presentes aprenderam a fazer alguns brinquedos, lápis de cera, giz e outros reciclados. A oficina foi ministrada para mostrar que o lixo pode ser visto de outra forma, que ele pode ser reutilizado e não desperdiçado. A professora Adelia Azevedo, do CIEP Patríce Lumumba, diz que Deneir ajudou a implantar a arte dentro das escolas e acredita que essa essência ajuda no aprendizado dos estudantes.

“Sou professora e trabalho essencialmente com a arte, levo a mesma para todos os meus alunos. Uma oficina sobre brinquedos reciclados é brilhante, vou mostrar tudo que aprendi para os estudantes’’, disse Adelia.

A coordenadora de projetos culturais da Biblioteca Parque de Manguinhos, Ivete Miloski, acredita que a parceria com o Bairro Educador serve para enriquecer o conhecimento pedagógico de ambos. Este mês a biblioteca completa três anos e atende 200 pessoas por dia, proporcionando um acervo grande de livros, filmes e aulas de capacitação. O Parque de Manguinhos faz parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), cada família que recebeu moradia do Governo em Manguinhos, ganhou uma geladeira e um notebook. Com isso, o primeiro curso que a biblioteca ministrou para a comunidade foi a ‘’alfabetização digital”.

‘’A troca de informações entre nós e o Bairro Educador é muito rica. Temos materiais bons para os estudantes e o BE nos aproxima deles, faz a interlocução. Os projetos que existem aqui são integrados, fazem parte do PAC. Realizamos festas e eventos para que possamos nos tornar sempre unidos, pois todos trabalhando juntos temos um resultado positivo”, concluiu Ivete.

Autor: Thais Ribeiro