Aos sons dos pífaros

13/09/2019

Quando educação e cultura promovem a prosperidade

Quem vai à zona rural do distrito de Tapera, em Aquiraz (CE), fica encantado por uma música que não para de tocar. O som calmo, afinado e muito bem coordenado resgata músicas da cultura popular nordestina.

Seguindo o ritmo doce encontramos pífaros tocados por crianças e adolescentes que ensaiam dia e noite com muito afinco no Instituto Sons da Vila.

Antes debaixo de palhoças, as aulas de pífaro idealizadas por Marcelo se mostraram um poderoso instrumento de transformação social. Elas deram tão certo que a comunidade percebeu naquele espaço um local de oportunidade para todos: os pais dos alunos se uniram para ajudá-lo a ampliar e estruturar as aulas e o número de atendidos aumentou.

Foi neste tempo musical que o Redes de Territórios Educativos foi dançar em Aquiraz, levando uma proposta de formação e fortalecimento de organizações da sociedade civil e trazendo para a melodia o incentivo à capacitação, à formação de redes de impacto social e ao crescimento conjunto. Quando Sons da Vila estava perdendo o tom, a rede se uniu e trouxe de volta todo o potencial de transformação do instituto.

O Instituto Sons da Vila rege a vida de Marcelo e de todos da região da Tapera. Ele representa a raiz de sua cultura e, por isso, atua de forma eficaz para a transformação social do territorial e apoiar, incentivar e desenvolver organizações comunitárias de base é fundamental para a construção da equidade.

Autor: Isabel Salgado