Cinderela moderna

12/09/2016

De dona de casa a empreendedora reconhecida internacionalmente.

Para muitas mulheres, estudar, trabalhar e garantir sua independência são objetivos comuns. Para Ana Lúcia Franco, de 42 anos, isto era um sonho. Criada no subúrbio do Rio, casou cedo a procura da independência, que acabou não encontrando.

Porém, com a ajuda do FAIS (Fundo de Apoio a Iniciativas Socioeconômicas), projeto desenvolvido pelo CIEDS entre 2001 e 2003, Lúcia pode dar seus primeiros passos em direção à liberdade. Após realizar um curso de empreendedorismo, começou a fazer artesanato e em 2010 já tinha seu próprio grupo produtivo, o Fuxicarte.

Em 2012, foi eleita a melhor microempreendedora do ano, no Prêmio Internacional de Micro Finanças, do grupo francês Planet Finance. Seu prêmio foi digno de conto de fadas: duas temporadas em Paris, com direito a passagem pelo tapete vermelho do Festival de Cinema de Cannes. 

De volta da experiência, Ana Lúcia não tira seus pés do chão. Ela acredita que tudo isso foi uma prova de onde o trabalho pode levar as pessoas.

Atualmente, ela ajuda outras mulheres a escreverem suas próprias histórias, através de palestras pelo Brasil. Nelas, ela questiona onde elas desejam chegar com seus trabalhos. Seu novo sonho é poder ajudar outras Lúcias.

Texto por: Victoria Guimarães

Últimas notícias

  • Diálogo social é caminho para tomada de decisão em empresas

    CIEDS está à frente de pesquisas e diagnósticos territoriais

    Leia Mais
  • Secretaria da Juventude do Rio abre vagas para laboratório de inovação

    Jovens entre 15 e 29 anos podem se candidatar a uma das 75 vagas.

    Leia Mais
  • 'Quando a gente vê um dos nossos vencer, é como se ganhasse mil vezes'

    De mentoria a oportunidades: Engaja, projeto do CIEDS, entrelaça histórias

    Leia Mais