Mobilizadores pela Cultura

25/02/2015

Conheça os mobilizadores do Formação de Jovens Agentes de Cultura e as ações que realizam em seus territórios.

O projeto Formação de Jovens Agentes de Cultura, executado pelo CIEDS em parceria com a Light através da Lei de Incentivo à Cultura, que oferece formação artística e especialização em gestão cultural, recebeu mais de mil inscrições de jovens moradores de 19 territórios cariocas pacificados interessados em participar do curso.

O projeto, que começou em julho de 2014, conta com o profissionalismo de 17 mobilizadores sociais, que trabalharam desde a divulgação e prospecção de alunos, até o acompanhamento das atividades da formação e o relacionamento com possíveis parceiros locais.

Confira, a seguir, um pouco sobre cada um destes 17 mobilizadores e todas as ações socioculturais que incentivam e realizam, contribuindo para o sucesso do Programa.

1. JOAB RÉGIS – BATAN – 28 ANOS 

Joab é o músico da turma dos mobilizadores. Ele divide seu tempo entre as bandas “John Candy”, “Lê Almeida”, “Babe Florida” e “Electric Lo-fi Seresta”, nas quais atua como vídeo maker e baterista. No Batan, Joab ajudou os alunos no desenvolvimento da intervenção intitulada “CELA – Coletivo de Expressão da Liberdade Artística”, em que reuniu a comunidade em um encontro musical.

2. PAULO CORREIA – MARÉ – 25 ANOS 

O diretor artístico, conhecido como Deko, é produtor de espetáculos teatrais, musicais e culturais pela “Deko Produções” e responsável pela Deko Cia. de Atores e Dançarinos. Ele é quem sempre coloca todo mundo pra dançar. Na Maré, realizou com os alunos a intervenção “Sarau Mix Cultural”, com apresentação de dança e oficinas de arte e pintura para crianças.

3. SIDNÉIA MONTEIRO – JACAREZINHO – 35 ANOS 

Sidnéia é a mãezona da galera. Além de ser muito atenciosa com todos, é a mais experiente entre os mobilizadores. Sempre que solicitada, dá suporte voluntário à Associação de Moradores do Caju, prestando serviços à comunidade, e também na Fundação Gol de Letra. Sidnéia coordenou os jovens do Formação de Jovens Agentes de Cultura do Jacarezinho na intervenção “Azul Black”, promovendo a valorização da cultura afro-brasileira. 

4. JAMILE FREITAS – CHAPÉU MANGUEIRA/BABILÔNIA – 20 ANOS

A mais nova do grupo, Jamile adora ser voluntária na Colônia de Férias Comunitária do Leme, porque tem muita paciência com crianças. Já havia participado de oficinas de teatro, mas é primeira vez em que trabalha com projetos culturais. Na Mangueira, Jamile coordenou a intervenção “Ao Cair da Noite”, que contou com roda de MCs, cinema para crianças, jogos, entre outros.

5. VIVIANE SCALZO – FALLET / FOGUETEIRO

A Vivi é pequenininha no tamanho, mas tem garras de leão. A líder comunitária é vice-presidente da Associação de Moradores do Fallet/Fogueteiro há oito anos. Sempre muito focada e participativa, faz trabalhos voluntários com varias organizações tais quais: Caravana do Bem e Lideranças Comunitárias (Sulamérica). Com os alunos do Formação de Jovens Agente de Cultura, Vivi construiu a intervenção “Conexões das Artes”, que contou com roda de MCs e capoeira, apresentação de dança e desfile.

6. CARLA SICCOS – CIDADE DE DEUS – 33 ANOS

Há três anos fotografa, edita e dirige o jornal virtual “Cdd Acontece”, o principal canal de informações da Cidade de Deus. Com os alunos do Formação de Jovens Agentes de Cultura organizou o evento “Cultura da Gente”, no feriado de 20 de novembro, em que teve como tema central a  cultura negra com apresentação de samba de roda, batuques, capoeira e exposição sobre o tema.

7. VITOR FERNANDES – MANGUEIRA – 21 ANOS

Vitor é poeta e coautor dos livros “Festa Literária das Periferias” e “Slam Tagarela”. Em março deste ano lançará o livro, também escrito coletivamente, “Rosa do Morro”. É educador cultural e trabalha conscientização social através da literatura negra para crianças e jovens. Vitor é muito reservado, não gosta de aparecer e tem paixão pela leitura. Com os jovens do projeto Formação de Jovens Agentes de Cultura organizou uma palestra sobre a importância do rap, com a presença de representantes ilustres do hip hop nacional.

8. ADRIANO SANTOS – ROCINHA E VIDIGAL – 32 ANOS 

Foi coordenador dos projetos “Vida Nova” e “Jovens pela Paz”. Atualmente, além de mobilizador do Jovens Agentes de Cultura, é voluntário na ONU pela Rio+Social e no Instituto Maria de Nazaré. É muito respeitado e querido em sua comunidade. Adriano é bem ativo e cobre duas comunidades. Organizou, com os alunos, uma batalha do passinho na Rocinha e o “Vidigalera”, um festival de arte e cultura no Vidigal.

9. LISYANE RIBEIRO – VILA KENNEDY – 23 ANOS

A Lisy, como é chamada pelos outros mobilizadores, tem uma aparência de menina frágil, mas surpreendeu a todos com sua capacidade de mobilizar e organizar as ações do projeto. Faz parte do NEGRAM (Núcleo de Estudos e Pesquisas em Geografia, Relações Raciais e Movimento Sociais) e no Formação de Jovens Agentes de Cultura organizou o “Vilativa”, uma intervenção com grafite, workshop de teatro e palco livre.

10. ANA MUZA – PAVÃO/PAVÃOZINHO/CANTAGALO – 26 ANOS

Idealizadora e editora do canal de comunicação dos moradores do Cantagalo, Pavão e Pavãozinho, o jornal “PPG Informativo”, já foi da produção do programa “Esquenta” e repórter do “Parceiros do RJ”, ambos realizados pela Rede Globo. Ana é de forte personalidade, mas uma doçura de pessoa. Realizou a intervenção “Favela e suas Culturas” com os alunos do projeto Formação de Jovens Agentes de Cultura.

11. GUILHERME VINICIUS ROBERTO – MANGUEIRINHA – 29 ANOS

Guilherme está sempre disposto a ajudar todos que precisam. Formado em jornalismo, foi aluno da ESPOCC (Escola Popular de Comunicação Crítica) e do Imagem do Povo. Hoje trabalha em uma produtora de clipping durante as madrugadas e é gestor do projeto “Livreteria Popular Juraci Nascimento”.

12. JHERRY ADRIANY – COMPLEXO DA PENHA - 25 ANOS 

Jherry sempre foi envolvido com questões culturais e já trabalhou em diversos projetos do CIEDS. É voluntário da Defesa Civil e Agente de Prevenção e Promoção da Saúde (DST, HIV, AIDS e Tuberculose). Com os jovens do Formação de Jovens Agentes de Cultura, organizou a intervenção “Baille da Cia. Mega Treino”, com apresentação de percussão, grafite e passinho. 

13. KAROLINE SANTOS – PROVIDÊNCIA – 21 ANOS

Karol é do Sul e veio para o Rio de Janeiro fazer faculdade de Geografia. Pesquisadora da cultura local da Zona Portuária, ela faz parte do NEGRAM (Núcleo de Estudos e Pesquisas em Geografia, Relações Raciais e Movimentos Sociais). Karol organizou a intervenção cultural “Alturas Itinerantes”, com animações de músicas, perna de pau, danças urbanas, apresentação de cordel e dicas de reciclagem.

14. CARMEM ISAIAS – ANDARAÍ – 29 ANOS 

Carmem é despojada e se adapta muito bem a qualquer lugar que chegar. Já foi voluntária na Associação de Moradores da Sá Viana, participou do projeto "Jovens pela Paz" e atualmente se dedica ao Formação de Jovens Agentes de Cultura. Junto dos alunos, realizou a intervenção “Andar Aí Cultural”, que contou com apresentação de samba de roda, capoeira e contação de história. 

15. THAIANE MOREIRA – MANGUINHOS – 21 ANOS

Thaiane prestou serviços voluntários à Associação de Moradores de Manguinhos e hoje é responsável por duas turmas do projeto Formação de Jovens Agentes de Cultura em sua comunidade. Com os alunos, realizou a intervenção “Roda Cultural de Manguinhos”, que apresentou batalha de rappers, DJs de Hip Hop e oficina de grafite.

16.  SANTOS JUNIOR – ALEMÃO – 26 ANOS

O versátil Junior tem sua presença notada assim que chega e não é só pelos seus 1,80m de altura, mas porque é uma pessoa muito comunicativa. Junior é bailarino e estudou na Fábrica de Espetáculos. Hoje é aderecista, iluminador, cenógrafo, maquiador, contrarregra e ator. No Formação de Jovens Agentes de Cultura, coordenou a vivência cultural no Museu Light da energia. 

17. FERNANDES – TURANO e BOREL – 22 ANOS 

Contador de histórias formado no Instituto de Artes TEAR, Flaviano sempre envolve a todos com suas histórias e contos. Ator teatral formado pelo Instituto Fazendo Arte, ele divide seu tempo entre as apresentações em escolas públicas e os alunos do Formação de jovens Agentes de Cultura. No projeto coordenou a intervenção “Eu sou o Turano”, um evento voltado para as crianças da comunidade com muita música, brincadeiras, cinema e apresentação de MCs.

Texto por: Isabel Salgado

Últimas notícias

  • Como o nosso modelo de gestão pode apoiar o terceiro setor?

    Prosperidade 360º foi desenvolvido por equipe multidisciplinar

    Leia Mais
  • CIEDS marca presença na Rio Oil & Gas 2022

    Somos parceiros ESG do evento e dialogamos em um painel da Arena ESG

    Leia Mais
  • CIEDS se une à ação da ONU em compromisso com ODS

    Somos os representantes brasileiros da ‘Global Week to #Act4SDGs’

    Leia Mais