Petrobras premia experiências de esporte educacional

24/04/2014

Prêmio Petrobras de Esporte Educacional realiza evento para premiar em dinheiro dez tecnologias sociais.

Concorrendo com mais de 1.300 inscritos de todo o Brasil, Nilce Pantoja levou para o Amazonas a premiação especial no valor de até 500 mil reais, ao concorrer com a tecnologia social “Vivências Lúdicas  no Esporte”, na categoria escolas públicas do Prêmio Petrobras de Esporte Educacional.  A premiação, realizada nesta terça, 15, na Petrobras, no Centro do Rio, contemplou com premiações em dinheiro dez experiências pedagógicas de esporte educacional desenvolvidas por universidades, escolas públicas e instituições do terceiro setor de todo o país.

O Prêmio Petrobras de Esporte Educacional, projeto da Petrobras com execução do CIEDS, tem como um de seus objetivos disseminar por todo o Brasil, experiências de baixo custo que sejam capazes de ser reaplicadas em qualquer realidade local ou contexto social, incentivando também a participação ativa e coletiva da comunidade.

Representando a região Norte, Nilce apostou nas brincadeiras tradicionais para estimular a prática de esporte na Escola Estadual Altair Severiano Nunes, em Manaus. Através desta iniciativa foi possível potencializar o trabalho pedagógico dos professores em sala de aula.

“Fico feliz em receber este prêmio e poder compartilhar tal experiência com outras instituições. Trabalhar as brincadeiras tradicionais é valorizar a cultura de Manaus, esquecida na própria região e pouco reconhecida por outros estados. Tive também a oportunidade de mostrar um pouco da minha cultura local para os outros estados”,  disse Nilce

As dez iniciativas premiadas representaram as cinco regiões do país.  O prêmio se divide em 1º, 2º e 3º lugar nas categorias: individual e institucional. Há também a premiação especial , que é dada a experiência pedagógica que recebe a melhor avaliação de todas as categorias. O processo de inscrição, análise e escolha das experiências foi realizado de novembro de 2013 a abril de 2014 por uma comissão composta por representantes do governo, sociedade civil, Petrobras e universidades.

As metodologias vencedoras serão sistematizadas em uma publicação e disseminadas gratuitamente para todo o Brasil.  

Texto por: Ana Paula Santana

Últimas notícias

  • Monitora cultural cria projeto para apoiar escritores independentes

    "Lugar de Escrita" é um espaço de lançamento de livros e conexão de autores

    Leia Mais
  • Carla conta como o Pintar o Bem foi essencial para complementar sua renda

    Grafiteira e moradora de Bangu, sua história com o CIEDS é de longa data.

    Leia Mais
  • Estudantes do Complexo do Alemão criam marca de cosméticos naturais

    Kurandé foi ideia de Felipe e Claudio, moradores da comunidade

    Leia Mais