Búzios visa qualificação de serviços para população

11/04/2014

Integrantes da Rede apresentam planos de ação do projeto em encontro.

Representantes das seis câmaras técnicas que fazem parte da Rede Sustentável de Relacionamento na Cidade Inteligente de Búzios, apresentaram, na segunda, 31, no auditório do CEPEDE (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Educação), os planos de ações com os objetivos, metas e resultados esperados de cada câmara na perspectiva de auxiliar na promoção de melhor qualidade de vida, de forma sustentável, para a população buziana.

As câmaras técnicas são espaços de discussão, que divididas em diferentes temáticas como: meio ambiente, turismo, projetos sociais (culturais e educacionais), qualificação e geração de renda, serviços públicos e energia, fortalecem o trabalho de conscientização dos moradores de Búzios na promoção de uma cidade inteligente e sustentável, formando assim uma rede de relacionamento que envolve hotéis, pousadas, comércio, setor público, organizações comunitárias e associações de moradores.

Além de aproximar ainda mais as ações de cada câmara, o encontro proporcionou troca de ideias e experiências entre as mesmas, a partir das diferentes temáticas abordadas no trabalho de cada uma delas.

A vice presidente do Instituto Ecológico Búzios Mata Atlântica (IEBMA) e participante da Rede, Melissa Prochnik, falou sobre as ações da câmara de meio ambiente no estímulo à valorização e promoção de melhores condições para a maricultura buziana, destacando a importância da atuação da Rede neste setor.

“Estamos conquistando cada vez mais parcerias que possam nos auxiliar em maior expansão da produção da maricultura em Búzios, que é forte característica  da cidade, contribuindo para  o sustento de muitas famílias que dependem desse setor.  Ninguém trabalha sozinho e a Rede é fundamental para estimular que a sociedade exija do poder público políticas que tragam melhorias não só para o cultivo de peixes, moluscos e ostras, como também para outros”, afirma Melissa.

Com cerca de 27 mil habitantes, e apenas oito quilômetros de extensão, Búzios é composta por mais de 20 praias e tem o turismo como uma das suas principais atividades econômicas. Flavio Chablul, representante da ONG Rotary Clube, explica que o trabalho da Câmara Técnica de Turismo busca qualificar o serviço de atendimento aos turistas capacitando a população para uma melhor recepção deste público.

“O turismo é o motor da cidade e o maior benefício que a Rede trouxe hoje para este setor foi a confiança e dinamismo. O papel do guia vai muito além de mostrar a cidade. Ainda temos que buscar mais soluções concretas para alguns problemas específicos no turismo, como por exemplo a questão da mobilidade, que é o que dificulta a vinda de alguns turistas à cidade, mas a construção de novas parcerias pode nos ajudar em relação a isso”, conclui Flávio.

Completando um ano de atuação, a Rede Sustentável de Relacionamento na Cidade Inteligente de Búzios é um projeto da Ampla em parceria com o CIEDS, que tem como objetivo criar um espaço de discussão de temas estratégicos, definição de ações e construção dos conceitos de sustentabilidade e inovação que envolvem a cidade.

Texto por: Ana Paula Santana

Últimas notícias

  • Como o nosso modelo de gestão pode apoiar o terceiro setor?

    Prosperidade 360º foi desenvolvido por equipe multidisciplinar

    Leia Mais
  • CIEDS marca presença na Rio Oil & Gas 2022

    Somos parceiros ESG do evento e dialogamos em um painel da Arena ESG

    Leia Mais
  • CIEDS se une à ação da ONU em compromisso com ODS

    Somos os representantes brasileiros da ‘Global Week to #Act4SDGs’

    Leia Mais