Esporte e educação entram em campo

31/03/2014

Seminário promovido pelo CIEDS reúne experiências de instituições que uniram o esporte à educação e cidadania

            Trabalhar o futebol, maior paixão nacional, e outras modalidades esportivas como instrumento interdisciplinar nas escolas, indo além da brincadeira e entretenimento. Este foi o tema debatido no  seminário “Futebol como ferramenta de desenvolvimento educacional”, promovido nesta quinta feira, 27, pelo CIEDS, instituição executora do projeto sócio esportivo Craque do Amanhã, em São Gonçalo, município de atuação do projeto.

Com a presença de representantes da Prefeitura de São Gonçalo e de instituições que já têm experiências com o desenvolvimento de iniciativas na área de esporte e educação como Fundação Itaú Social, Streetfootballword, CIEDS e UNICEF(Fundo das Nações Unidas para a Infância), além dos financiadores do projeto Craque do Amanhã, o evento  também marcou a adesão da Prefeitura de São Gonçalo, ao movimento “Vamos Jogar”, promovido pela UNICEF em toda a América Latina e Caribe, tornando São Gonçalo a segunda cidade brasileira a aderir ao projeto.

“Foi por meio do CIEDS que essa parceria com a UNICEF se firmou e hoje estamos aqui assinando o termo de compromisso com o Vamos Jogar. Um projeto de futebol, assim como o Craque do Amanhã, é um instrumento fundamental para o desenvolvimento de uma sociedade como um todo. É preciso incluir socialmente jovens, que não têm acesso a equipamentos públicos e de lazer da cidade à sociedade”, disse Sandro Almeida, secretário do governo, que representou o prefeito Neilton Mulim, no evento.

 Luciana Phebo, coordenadora da UNICEF no Rio e Espírito Santo, falou sobre o direito do esporte para todos, ressaltando também sobre a importância de maior presença feminina no esporte.

“Temos que acabar com o preconceito de que mulheres não praticam esportes, até porque o público feminino vem crescendo e se destacado bastante em várias modalidades. Temos também a questão das pessoas com deficiência, onde é preciso que projetos e escolas criem  ambientes favoráveis para receber essas pessoas”, explicou Luciana.

A assistente social Thaís Morati destacou que através do futebol é possível ampliar o conhecimento dos alunos com a aplicação da modalidade em várias disciplinas como por exemplo: a matemática, química, física, dentre outras.

“Achei o seminário espetacular, porque também mostra uma forma de trabalhar as disciplinas escolares com a ludicidade presente no esporte, impulsionando o aprendizado de forma mais prazerosa.  O  evento traz essa formação continuada tanto  para quem quer lidar com esporte educacional, quanto para outras pessoas que gostariam de vivenciá-lo na prática”, comentou Thais.

De acordo com uma pesquisa de avaliação feita com os jovens do projeto Craque do Amanhã, dados mostram que 97% afirmou que o comportamento em casa, na escola e com os amigos melhorou após entrar para o projeto. Já 92% disse ter melhorado a atenção em sala de aula. “O Brasil é um celeiro de craques e este seminário é uma iniciativa fabulosa. Vamos dar continuidade ao nosso trabalho de educar, através do esporte, porque acreditamos que esta é uma estratégia de evitar a evasão escolar”, concluiu o secretário de esporte e lazer de São Gonçalo, Joaquim de Oliveira, ao ver os resultados do projeto, que contribui para a discussão de políticas públicas para o esporte e desenvolvimento.

Por Ana Paula Santana

Texto por: Ana Paula Santana

Últimas notícias

  • CIEDS retoma programação de Encontros Formativos em Educação

    Exclusão Escolar foi o tema do primeiro evento

    Leia Mais
  • Conecta+ Brasil abre inscrições nacionais gratuitas

    Projeto vai capacitar empreendedores no WhatsApp Business

    Leia Mais
  • Ensaio fotográfico e pesquisa dão visibilidade a catadores de Pacajus

    Iniciativa é do CIEDS do lado do Instituto Malwee e Reino Evangelizar

    Leia Mais