“De fato o projeto trouxe uma luz à vida das pessoas”

14/10/2020

Como o Luz nos Negócios mudou a vida de Jeano Santiago e de Quixeré (CE)

Quando o Luz nos Negócios chegou a Quixeré, cidadezinha do interior do Ceará, quase na divisa com o Rio Grande do Norte, Jeano Santiago estava em um momento complicado de sua vida. O agricultor, que vivia bem com a plantação de bananas, havia acabado de perder tudo em função de uma seca severa que assolou a região. Sem perspectiva de futuro e trabalhando apenas como ajudante na roça de outros agricultores da cidade, viu uma oportunidade quando um amigo lhe indicou a vaga aberta para o projeto do CIEDS.

“Fui desconfiado. Como todo mundo, achava que era apenas mais uma daquelas histórias que não dariam em nada. Mas foi uma reviravolta na minha vida. Costumo dizer que saí de dentro da roça para dentro da universidade. Foi uma mudança, abriu minha visão, foi algo muito desafiador. A primeira vez que tive contato com o CIEDS, me pediram que enviasse minha documentação, mas eu não sabia nem o que era e-mail, para ter uma ideia”, contou Jeano, hoje com 34 anos e prestes a se formar num curso superior em Teologia.

Mas não titubeou e logo disse “pode deixar, amanhã te envio”, mesmo sem ter a mínima noção de como faria. “Desde o início, uma coisa que aprendi muito com o CIEDS é que nós somos capazes. Se você não consegue, você sempre está próximo de alguém que pode lhe ajudar. Essa coisa da parceria, da corrente, da atuação em rede: passei a aplicar isso na minha vida, suprindo as minhas necessidades. Eu não tinha contato com computador, com tecnologia, foi um desafio. Mas eu sabia que não podia ter medo”.

As entrevistas correram bem, “ao que parece fui bem visto”, lembra Jeano. Ele conseguiu a vaga de consultor local do Luz nos Negócios. O projeto, uma iniciativa da Scatec Solar, realizado em parceria com o CIEDS e com a cooperação pedagógica da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, subsidiou novos negócios e o empreendedorismo em Quixeré, com a participação dos próprios moradores para mapear necessidades, forças, desafios e atores do território, propondo ideias para aproveitar oportunidades e solucionar demandas da cidade.

“O nome fez todo sentido, porque de fato o projeto trouxe uma luz à vida das pessoas que participaram. Todos entenderam: é possível eu ser bem sucedido na minha cidade; é possível eu ter um negócio inovador na minha cidade; é possível eu ter uma condição de vida boa na minha cidade. Mostrou para a população que Quixeré tem potencial. Só precisa ser explorado da maneira correta. A potencialidade existe, os recursos naturais existem, os recursos financeiros existem, os recursos humanos existem. O que não existia era a visão, a luz em cima dessas potencialidades. O Luz nos Negócios conseguiu tornar isso visível.”

O impacto nos negócios da pequena cidade do Ceará, de apenas 19 mil habitantes e até então sem uma cultura de trabalho social, foi nítido e continua até hoje, meses após o fim do projeto. “Conseguimos conquistar a confiança dos participantes de tal modo que já faz tempo que finalizou e até hoje o pessoal ainda comenta, ainda pergunta quando vai ter uma nova turma. Aqueles que participaram e realmente se dedicaram tiveram uma mudança radical nos seus negócios. Foi uma mudança visível mesmo, financeira e em termos de organização, atendimento ao cliente, controle. Foi muito positivo. Até hoje quem participou do projeto ainda demonstra gratidão. Falar sobre esse projeto é uma alegria, porque foi marcante tanto para a comunidade, quanto para mim”.

Jeano conclui, com tranquilidade e alegria na voz: “Minha vida mudou completamente. O projeto foi o começo de uma nova fase. Desde que terminei o projeto estou me dedicando muito, sempre motivado a buscar conhecimento, a não me acomodar. Passei num concurso da prefeitura, hoje trabalho mais tranquilo, abandonei a roça onde trabalhava desde criança. Hoje estou quase formado e à frente da igreja na qual era membro. Para a comunidade também foi algo muito inovador. A palavra correta seria essa: inovador.”

Se para o Jeano a palavra é “inovação”, para a gente é confiança no futuro e, acima de tudo, prosperidade.

 

Texto por: Bruna Santamarina

Últimas notícias

  • Encontros Territoriais incentivam a aplicação do Mapa de Identidades

    Federação Pestalozzi do Mato Grosso enxerga novas possibilidades

    Leia Mais
  • Inovação marca cogestão do CIEDS em equipamentos públicos

    Gibiteca promove conexão entre jovens de Unidades de Reinserção Social

    Leia Mais
  • Rede de Educação Integral de São Luís beneficia mais de 6 mil famílias

    Doação de livros contribui para o reforço escolar de crianças

    Leia Mais