Formar lideranças jovens no Médio Rio Doce

30/04/2020

CIEDS dá pontapé em projeto que impacta revitalização ambiental, social, econômica e cultural de territórios atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão

Com o objetivo de mobilizar a juventude, para que se torne protagonista de transformação de seus territórios, o CIEDS deu o pontapé ao projeto Liderança Jovem, uma parceria com a Fundação Renova. Oito municípios de Minas Gerais, impactados pelo rompimento da barragem de Fundão, serão beneficiados pela iniciativa, que traz revitalização ambiental, social, econômica e cultural ao entorno do Rio Doce, com o fortalecimento de redes locais e do Conselho de Juventude para Revitalização da Bacia do Rio Doce.

A meta do projeto é realizar a formação de 200 jovens. Eles terão 80 horas de aulas, com até 35 jovens por sala, além de 16 horas de atividades de integração. Ao final, a proposta é que cada um tenha um projeto para apresentar, com direito a pitch. Um edital vai selecionar pelo menos oito deles, que receberão aporte financeiro para serem realizados.

Os municípios que participam do projeto são Belo Oriente, Naque, Periquito, Governador Valadares, Alpercata, Tumiritinga, Galiléia e Conselheiro Pena. Todos ficam localizados na região do Médio Rio Doce. Cada município vai receber um aporte de R$ 25 mil, como capital semente para o desenvolvimento das iniciativas propostas pelos jovens. Todos terão acompanhamento de mentores durante o processo.

“Até 2022, faremos o acompanhamento de todos os projetos e suas implementações. Faremos fóruns, encontros. Nosso papel, nesse momento, está no lugar de conversar com os municípios, as secretarias de educação, cultura, juventude, os coletivos, lideranças de quilombos, lideranças pesqueiras. Enfim, fazer uma articulação institucional externa para mobilizar todos os atores desta rede”, explicou Sâmera Adães, Coordenadora de Projetos Sociais  do CIEDS.

Jovens de 15 a 29 anos, moradores dos municípios listados, que se queiram desenvolver habilidades de liderança e projetos para suas comunidade, são convidados a participar. Ao final da formação, haverá uma cerimônia de certificação de todos os jovens participantes, inclusive os que não foram contemplados pelo edital.

Texto por: Bruna Santamarina

Últimas notícias

  • Encontros Territoriais incentivam a aplicação do Mapa de Identidades

    Federação Pestalozzi do Mato Grosso enxerga novas possibilidades

    Leia Mais
  • Inovação marca cogestão do CIEDS em equipamentos públicos

    Gibiteca promove conexão entre jovens de Unidades de Reinserção Social

    Leia Mais
  • Rede de Educação Integral de São Luís beneficia mais de 6 mil famílias

    Doação de livros contribui para o reforço escolar de crianças

    Leia Mais