Cinema a céu aberto na praça do Rio Comprido

09/12/2013

Arong instituição participante do Lideranças Comunitárias exibe quatro curtas para moradores do bairro.

Nem a forte chuva que caiu na sexta feira, 22, impediu que os moradores das comunidades do entorno do Rio Comprido, Zona Norte do Rio, fossem até a praça do bairro para assistir a exibição de quatro curta metragens nacionais, em uma forma de cinema a “céu aberto”.

A ação denominada “Plano Master Cine Clube” promovida pela ARONG, instituição que participa do Projeto Lideranças comunitárias SulAmérica executado pelo CIEDS, foi uma atividade beneficiada pelo Edital do Recurso Semente, etapa prática do projeto que disponibilizou R$ 2 mil para a realização do evento. O “Plano Master Cine Clube” tem como objetivo oferecer às famílias das  12 comunidades do entorno do bairro a oportunidade de conhecerem de perto as telonas do cinema sem nenhum tipo de custo financeiro.

Segundo Deise dos Santos, uma das organizadoras do evento e participante do projeto Lideranças Comunitárias SulAmérica, a iniciativa foi aprovada pela comunidade, que pediu que a ação se repetisse com mais frequência.

“Muitos dos moradores nunca foram ao cinema, pois não têm condições financeiras de desfrutar disso. Pensei que a chuva fosse atrapalhar, mas eles vieram e estão se divertindo. O importante é trazer cultura para as comunidades locais, principalmente para a praça, que é um local onde a maioria costuma se reunir”, ressaltou Deise.

Selecionados para atender a todos os públicos os curtas misturam ficção, cultura popular e histórias de aventuras para a garotada. De acordo com a dona de casa Iraci Silva, o bairro precisa de mais entretenimentos como esse. “Eu adoro, porque traz cultura para o bairro. Precisamos muito deste tipo de ação por aqui, pois não temos nenhum atrativo para as crianças, jovens e adultos”, concluiu.

A ação também contou com a distribuição de pipoca para os telespectadores. Os organizadoras ressaltaram que como a sessão de cinema teve grande aceitação popular pretendem repetir mais vezes a iniciativa atraindo cada vez um maior público para desfrutar de cultura no próprio bairro.

Autor: Ana Paula Santana