O CIEDS em 2017

12/12/2017

Foram premiações, novas parcerias, novas tecnologias, tudo para construir uma sociedade mais justa e próspera.

O ano de 2017 foi repleto de conquistas para nós do CIEDS e, por isso, temos muito que agradecer. Fomos selecionados para o Grupo Consultivo da Sociedade Civil (ConSOC) do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), auxiliando no fortalecimento do diálogo entre o Banco e a sociedade civil e no aumento do impacto de suas ações nas áreas social e econômica do Brasil.

Tivemos o orgulho de sermos classificados como a 3ª maior ONG do Brasil segundo o TOP 500 NGOs da NGO Advisor, mais respeitado ranking mundial de Organizações Não Governamentais. Estamos no 78º lugar mundial tendo avançado 10 posições em relação ao ano passado.

Também fomos indicados ao Prêmio CIVICUS Nelson Mandela – Graça Marchel Innovation Awards, fato que representou o reconhecimento de nossas atividades no fortalecimento da sociedade civil organizada e das instituições que dela participam e buscam promover um futuro mais justo e próspero.

E quando o assunto é sociedade civil organizada, inovamos ao buscarmos seu fortalecimento por meio da Compartir, plataforma colaborativa para organizações e coletivos sociais que permite a criação de redes, a divulgação de casos de sucesso e de editais e oportunidades de formação; e do edital Fazedores do Bem, que incentivou e capacitou 40 boas ações de coletivos, pessoas físicas e jurídicas na cidade do Rio de Janeiro e no Grande Rio.  

Além disso, participamos de mesas e diálogos em diversos eventos nacionais e internacionais, como a VII Conferência Regional IAVE de Voluntariado para a América Latina, na Guatemala, no Seminário “Avanços e desafios de sustentabilidade nas empresas", promovido pela Câmara Americana do Comércio - AMCHAM Brasil RJ-ES, e no 4º Seminário Internacional de Convivência com o Semiárido, em Alagoas, falando sobre a relação do semiárido com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e Economia Solidária e Negócios Sociais no Semiárido. Também apoiamos eventos como a Conferência ETHOS 360º e o evento de inovação ColaborAmérica, ambos no Rio de Janeiro.

Grandes conquistas foram alcançadas em nossos projetos. A primeira turma de jovens aprendizes se formou e ampliamos a atuação do programa Jovem Aprendiz CIEDS capacitando também jovens oriundos de medidas socioeducativas. O Edital Redes de Territórios Educativos, uma parceria com a Fundação Itaú Social, apoiou ações, programas e projetos que atuam em rede e contribuem para o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens de São Luís (MA) e Várzea Grande (MT).

Ainda falando em juventude, os jovens do programa Jovem Jornalista, uma iniciativa CIEDS, Centro Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (Centro Rio+) e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), lançaram uma publicação feita por eles mesmos, que aborda os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU e a Agenda 2030 na perspectiva da juventude. O Centro Cultural Maloca dos Brilhante, em Pacajus, completou 10 anos transformando a vida de jovens, crianças e idosos por meio de atividades culturais e artísticas e oportunidades de formação e aprendizado, tendo ganhado o Edital Escolas da Cultura, da Secretaria de Cultura do estado do Ceará, que qualifica as atividades já realizadas pela Maloca. 

Por fim, a parceria com a Fundação Telefônica Vivo, firmada neste ano, permitiu ampliar a atuação do CIEDS para todo Brasil, com a articulação de políticas públicas de educação e empreendedorismo.

Estamos confiantes após mais um ano construindo redes para a prosperidade de pessoas e organizações e contamos com você para nos acompanhar nessa caminhada. 

Que venha 2018!

Autor: Victoria Guimarães